Duda Salabert, primeira vereadora trans de BH, recebe ameaças de morte

Texto de Marcelo Hailer, da Revista Fórum


 A vereadora eleita Duda Salabert (PDT-MG) usou as suas redes para denunciar ameaças de morte que recebeu por e-mail. As mensagens transfóbicas  chamam Salabert de “pedreiro de peruca”  “Estou sofrendo ameaças de morte. Sim, desde que ganhei a eleição venho recebendo mensagens não apenas de ódio, mas também de ameaças”, escreveu a parlamentar no Twitter.

O autor da ameaça de morte a Duda Salabert promete invadir o colégio privado Bernoulli, onde a vereadora eleita é professora há 12 anos, para matar “todos os negros” e “vadias”. “[…] mas eu juro que vou comprar duas pistola (sic) 9mm no Morro do Engenho aqui no Rio de Janeiro, vou esperar as aulas voltarem, vou invadir uma sala de aula e vou matar todas as vadias, negros e depois vou te matar”, diz a mensagem. Salabert também disse que o mesmo e-mail foi enviado para a escola. De acordo com a vereadora eleita, isso é para pressionar que a instituição de ensino a demita.

Duda Salabert também afirma que foi pesquisar o autor da mensagem e revelou ter descoberto que ele é integrante de um grupo neonazista.

“O email aparece assinado com o nome de “Ricardo Wagner Arouxa”. Procurei no Google e vi que é essa a assinatura de um grupo neonazista que atua no país. Hoje irei à delegacia fazer a denuncia para que a investigação chegue aos criminosos”, escreveu Salabert.

Por fim, Duda Salaber afirmou que tais ameaças não vão lhe “silenciar” e nem “intimidar”.

Duda Salabert foi eleita vereadora nas eleições desse ano. Além de ser a primeira mulher trans a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal de Belo Horizonte, foi também a mais votada da história capital mineira.

 

*com informações da reportagem de Rio Gay Life

Nos acompanhe e saiba mais!
error

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *